Reguladores dos EUA autorizam Amazon a fazer testes com drone

sexta-feira, 20 de março de 2015 11:54 BRT
 

SEATTLE (Reuters) - A Amazon.com conseguiu aprovação de reguladores federais dos Estados Unidos para testar um drone de entrega.

A empresa de comércio eletrônico segue tentando implementar o envio de encomendas para consumidores usando drones, mesmo enfrentando preocupação do público sobre segurança e privacidade.

A Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês) disse na quinta-feira que emitiu um certificado de aeronavegabilidade experimental para uma unidade de negócios da Amazon e seu drone protótipo, autorizando voos de teste sobrevoando propriedades rurais privadas no Estado de Washington.

A FAA também concedeu à Amazon uma isenção de outras restrições de voo para que o drone experimental possa realizar esses voos.

A aprovação é uma vitória para a Amazon, a maior companhia de comércio eletrônico nos EUA, e é um avanço dos planos da companhia e de outras empresas de entregar pacotes usando pequenas aeronaves autopilotadas.

Existem limitações, no entanto. O certificado experimental é válido para um drone em particular, e a Amazon precisa obter um novo certificado ou voar com uma versão diferente, tornando difícil fazer adaptações rápidas no modelo em campo. O pedido da Amazon de permissão indica que a companhia estava testando várias versões de um drone em uma instalação fechada em Seattle.

A companhia não respondeu a pedidos por comentários. O chefe de política pública da Amazon, Paul Misener, dará um depoimento numa audiência no Congresso sobre drones na próxima terça-feira.

(Por Alwyn Scott, Edwin Chan, Subrat Patnaik e David Morgan)