Conselho da Telefônica Brasil aprova oferta pública primária ações de R$15,8 bi

quinta-feira, 26 de março de 2015 12:58 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Conselho de Administração da Telefônica Brasil aprovou na noite de quarta-feira a realização de uma oferta pública primária de ações de pelo menos 15,8 bilhões de reais que será usada em sua maior parte na operação de compra da operadora GVT.

A oferta envolverá emissão de 113.049.225 ações ordinárias e 219.950.615 papéis preferenciais em lote inicial, que poderá ser acrescido de lotes adicional de suplementar a depender da demanda dos investidores. A ação preferencial encerrou a quarta-feira cotada a 50,60 reais e a ordinária em 40,97 reais.

O valor das ações ordinárias da oferta será fixado com base no preço por ação preferencial após o processo de coleta de intenções de investimento ("bookbuilding"), com desconto de 18,14 por cento, informou a companhia em ata sobre a reunião realizada na véspera. A empresa não citou previsão de quando a precificação poderá ocorrer e afirmou que a estimativa de 15,8 bilhões de reais inclui o desconto no preço.

A operação foi aprovada pouco depois que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) deu aval para a compra da GVT pelo grupo espanhol, uma operação que pode dar espaço para a Telefónica seguir no processo de consolidação do setor no país.

Fontes com conhecimento do assunto disseram à Reuters na véspera que a Telefônica Brasil prevê precificar a oferta de ações em 16 de abril e 14 bancos devem coordenar a operação no Brasil.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

 
Prédio da Telefônica em Barcelona. 25/02/2015  REUTERS/Albert Gea