Europa lança primeiros satélites Galileo desde erro de órbita

sábado, 28 de março de 2015 10:37 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - A União Europeia lançou com sucesso dois satélites de navegação à órbita da Terra na noite de sexta-feira, recomeçando um projeto emblemático após um lançamento mal sucedido em agosto que custou milhões de euros para ser reparado.

Os satélites Galileo, que decolaram do porto espacial da Europa na Guiana Francesa a bordo do foguete Soyuz às 18h46 no horário local, serão parte da alternativa europeia ao Sistema de Posicionamento Global dos Estados-Unidos, amplamente conhecido como GPS.

O projeto multi-bilionário sofreu um revés em agosto, quando dois satélites foram colocados na órbita errada, fato somado a problemas anteriores com atrasos e financiamento e questões sobre se a Europa realmente precisa de um sistema rival de navegação.

Foram precisos meses e numerosas manobras complicadas para colocar os satélites em órbitas mais viáveis.

Os dois satélites lançados na sexta-feira atingiram a órbita a que se destinavam perto dos 23.500 quilômetros acima da terra, cerca de 3 horas e 48 minutos depois do lançamento, disse a Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês) em comunicado neste sábado.

"A implantação da constelação Galileo está recomeçando com esse lançamento bem sucedido", disse Jean-Jacques Dordain, diretor geral da ESA.

O lançamento traz o número de satélites Galileo -- que pesam cerca de 700 quilos cada, equipados com antena e sensores e alimentados por asas solares de 5 metros quadrados -- em órbita para oito, de um total planejado de 30.

(Por Maria Sheahan)