Canon descarta elevar oferta por Axis, dizem fontes

segunda-feira, 6 de abril de 2015 10:54 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - A japonesa Canon não deve elevar por enquanto sua oferta pela fabricante sueca de câmeras de segurança Axis, mas também não desistirá do acordo, apesar de pressões do fundo de hedge Elliott Management, disseram fontes nesta segunda-feira.

O fundo Elliott Management disse no fim do mês passado que elevou sua oferta na Axis para 10,91 por cento. Embora não tenha declarado sua intenção, a decisão colocou pressão na Canon para adoçar sua oferta de aquisição de 23,6 bilhões de coroas suecas (2,8 bilhões de dólares).

Os termos do acordo permitem que a Canon desista se não puder adquirir mais de 90 por cento dos papéis da Axis. A fatia do Elliott efetivamente acabou com as chances de um procedimento padrão no qual a Canon, quando detivesse mais de 90 por cento das ações da Axis, poderia forçosamente adquirir o restante.

No entanto, fontes familiarizadas com o assunto disseram que a Canon quer prosseguir e comprar o que puder de acionistas que concordem com sua oferta original de 340 coroas suecas por ação, um prêmio de quase 50 por cento ante o preço de fechamento dos papéis antes do anúncio.

A companhia pode posteriormente negociar uma oferta mais alta com o Elliott, mas a lei sueca de fusões proíbe que compradores ofereçam um preço maior por seis meses sem que também paguem mais a acionistas que aceitaram a oferta inicial.

As fontes disseram que a Canon está feliz em começar com uma fatia de menos de 90 por cento e tomar seu tempo em negociar uma aquisição total.

A Canon disse que não podia comentar ainda, embora deva anunciar logo quantos acionistas aceitaram sua oferta no período de aceitação de 3 de março a 1o de abril. O Elliott não quis comentar sobre seus planos.

(Por Ritsuko Ando e Emi Emoto)