Gigantes de tecnologia dizem estar "sob análise" de autoridade fiscal na Austrália

quarta-feira, 8 de abril de 2015 11:53 BRT
 

SYDNEY (Reuters) - As gigantes globais de tecnologia Apple, Google, e Microsoft estão "sob análise" da autoridade fiscal australiana, disseram executivos seniores nesta quarta-feira, enquanto políticos os questionavam sobre evasão fiscal corporativa.

A análise significa que a autoridade fiscal não renovou acordos com as companhias sobre uma prática contábil apontada como tendo auxiliado grandes companhias a minimizarem a conta tributária, disseram os executivos numa audiência perante o Senado em Sydney.

Nações desenvolvidas estão tentando reprimir brechas fiscais que permitem que empresas multinacionais transfiram seus lucros de países com altos impostos para locais com regimes mais relaxados.

A Austrália está seguindo o exemplo da Grã-Bretanha e dos Estados Unidos ao realizar um inquérito público sobre evasão fiscal corporativa, embora os executivos das empresas tenham se recusado a fornecer detalhes completos sobre suas estruturas financeiras.

A diretora-gerente do Google na Austrália, Maile Carnegie, o chefe da Apple para Austrália e Nova Zelândia, Tony King, e o executivo da Microsoft para o segmento tributário, Bill Sample, se negaram a dizer que proporção das rendas das companhias é taxada na Austrália e qual parte delas transferem ao exterior, caso o façam.

Os três executivos negaram que cometeram evasão fiscal.

(Por Swati Pandey)