Coprodutora de 'Clube de Compra Dallas' processa usuários por compartilhar filme

segunda-feira, 13 de abril de 2015 12:23 BRT
 

CINGAPURA (Reuters) - O filme vencedor de Oscar "Clube de Compras Dallas" está ganhando fama em países da Ásia e Oceania não apenas por seu apelo cinematográfico, mas por ser um alerta para milhares de pessoas que podem se ver diante de ações judiciais por compartilhar o longa de 2013 ilegalmente.

A coprodutora do filme Voltage Pictures obteve decisões de tribunais em Cingapura e na Austrália, forçando provedores de Internet (ISPs) a revelar o nome de centenas de supostos infratores que fizeram o download e compartilharam o longa ilegalmente.

A escala da repressão não tem precedentes, identificando mais de 500 mil distribuidores ilegais no mundo todo, segundo a Voltage Pictures.

"Podemos perseguir apenas uma pequena proporção, mas a esperança é de que isso seja o suficiente para aumentar a conscientização desse enorme problema", disse o vice-presidente de administração de música e royalties da Voltage Pictures, Michael Wickstrom, num email à Reuters.

A Voltage Pictures não exigiu indenizações específicas, mas os supostos infratores estão sendo convidados a fazer ofertas de acordo. O não cumprimento resultará em ações legais, disse a Samuel Seow Law Corporation, representante legal da Voltage Pictures em Cingapura.

Mas a advogada da Rajah & Tann, Wendy Low, que foi contatada por alguns supostos infratores em busca de aconselhamento jurídico, disse que procedimentos em tribunal normalmente não são buscados em casos de downloads de pequena escalada devido aos custos legais.

"As indenizações recuperáveis podem ser atreladas ao preço de um download licenciado de filme ou a um DVD, e isso pode não compensar os custos legais e de investigação envolvidos", disse ela.

(Por Lee Rou Urn)