UE investigará transparência de resultados de buscas na Internet

segunda-feira, 20 de abril de 2015 10:51 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - Plataformas de Internet como Google, Yahoo! e Microsoft serão alvos de amplo inquérito de reguladores europeus para determinar se elas são transparentes o suficiente na mostra dos resultados de buscas.

O inquérito atende preocupações de empresas e políticos europeus sobre a predominância das gigantes norte-americanas de tecnologia e se existe equilíbrio para empresas europeias.

Mas não se trata de um inquérito antitruste que pode levar a multas de até 10 por cento das vendas globais da companhia.

Um esboço da estratégia da Comissão para criar um mercado digital único, visto pela Reuters, diz que "fará investigação e consulta abrangentes sobre o papel das plataformas, incluindo o crescimento da economia de compartilhamento".

A investigação, que deve acontecer no ano que vem, analisará a transparência dos resultados de buscas -envolvendo links pagos e anúncios- e como as plataformas usam informações que adquirem.

O vice-presidente da Comissão Europeia, Andrus Ansip, deve anunciar formalmente a nova estratégia em 6 de maio.

(Por Julia Fioretti)