Tribunal da UE mantém multa por cartel de painéis LCD para LG Display

quinta-feira, 23 de abril de 2015 15:32 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - O Tribunal de Justiça da União Europeia manteve neta quinta-feira uma multa de 210 milhões de euros (224,8 milhões de dólares) imposta contra a sul-coreana LG Display por participar de um cartel de fabricantes de painéis LCD entre 2001 e 2006.

A LG Display, cuja maior acionista é a LG Electronics, foi multada inicialmente em 215 milhões de euros. o Tribunal Geral da UE cortou a multa em 5 milhões de euros no ano passado.

A LG Display então entrou com recurso, buscando uma redução maior do valor. Ela argumentou que a Comissão, ao calcular a soma, não deveria ter levado em conta as vendas de painéis às controladoras da LG Display, a Philips e a LG Electronics.

A companhia alegou que estas vendas não poderiam ter sido afetadas pelo cartel por terem sido feitas a preços preferenciais.

No entanto, o tribunal disse que estas deveriam ser consideradas como vendas a terceiros independentes.

O tribunal acrescentou que a multa deve ser determinada pelas vendas gerais no mercado afetado pela infração, independentemente dos preços das vendas terem sido ou não afetados pelo cartel.

A Philips vendeu sua fatia na LG Display em 2008, até quando a empresa era chamada de LG Philips LCD.

No total, a Comissão Europeia aplicou multas em 2010 totalizando 648,9 milhões de euros contra seis fabricantes de painéis coreanas e de Taiwan. A Samsung ficou isenta de multas pois foi a primeira a fornecer informações sobre o cartel.

(Por Philip Blenkinsop)

 
28/01/2015. REUTERS/Kim Hong-Ji