EUA pedem que China investigue ataque eletrônico contra sites norte-americanos

sexta-feira, 8 de maio de 2015 15:15 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos pediram que Pequim investigue relatos de que a China interferiu em conteúdo da Internet hospedado fora do país e o utilizou para atacar sites dos EUA, disse o Departamento de Estado norte-americano nesta sexta-feira.

"Estamos apreensivos com relatos de que a China usou uma nova capacidade eletrônica para interferir com a habilidade de usuários da Internet de acessarem conteúdo hospedado fora da China", disse o porta-voz do Departamento de Estado Jeff Rathke.

"Os ataques eletrônicos manipularam tráfego internacional da Internet direcionado a uma das maiores companhias de serviços na rede da China e o transformou em tráfego voltado contra sites dos EUA", disse Rathke em uma entrevista à imprensa.

O porta-voz afirmou que os EUA pediram a autoridades chinesas que investiguem o ciberataque e que informem Washington sobre os resultados.

O "Grande Canhão" chinês é uma ferramenta distinta de ataque eletrônico que sequestra tráfego de entrada ou saída de endereços IP individuais e permite que a China mire em "qualquer computador estrangeiro que se comunique com qualquer site baseado na China", segundo uma análise do grupo de pesquisa de tecnologia da informação Citizan Lab of Toronto.

(Por Doina Chiacu)