Agência alemã diz não haver evidências de espionagem industrial por parte dos EUA

quarta-feira, 13 de maio de 2015 11:40 BRT
 

BERLIM (Reuters) - A agência de inteligência interna da Alemanha (BFV) afirmou não ter nenhuma evidência de que os Estados Unidos realizaram espionagem industrial na Europa, disse o chefe do órgão nesta quarta-feira.

As alegações de que a agência de inteligência da Alemanha no exterior (BND) ajudou a Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA) a espionar empresas europeias puseram mais pressão sobre a coalizão governista da chanceler Angela Merkel com os social-democratas (SPD) e poderiam prejudicar as relações com os Estados Unidos.

Durante uma conferência de segurança em Berlim, o chefe da BFV, Hans-Georg Maassen, alertou contra o uso de suspeitas para desacreditar a cooperação da Alemanha com os EUA.

"Até o momento não temos nenhuma prova de que as agências de inteligência americanas estão espionando as principais empresas alemãs", disse. "Os americanos foram, são e continuam sendo um parceiro muito importante para nós."

A vigilância é uma questão especialmente sensível na Alemanha por causa da extensa espionagem empreendida pela polícia secreta Stasi, na antiga Alemanha Oriental, comunista, e pela Gestapo, na era nazista.

As revelações do ex-prestador de serviços de inteligência dos EUA Edward Snowden sobre a ampla espionagem da NSA na Alemanha provocaram indignação pública quando surgiram pela primeira vez há dois anos.

(Reportagem de Thorsten Severin e Caroline Copley)

 
Hans-Georg Maassen, em foto de arquivo, em Berlim. REUTERS/Hannibal