Regulador dos EUA diz que PayPal deve pagar US$25 mi por problemas com produto de crédito

terça-feira, 19 de maio de 2015 14:01 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O regulador dos Estados Unidos de serviços financeiros para consumidores acusou nesta terça-feira o PayPal de inscrever ilegalmente consumidores para um produto de crédito online sem a permissão deles, e recomendou que a companhia pague um total de 25 milhões de dólares em multas e reparações para consumidores.

O Departamento de Proteção Financeira do Consumidor disse que o PayPal, divisão de pagamentos eletrônicos do eBay, inscreveu consumidores para seu produto PayPal Credit ao invés do método de pagamento preferido pelos usuários, engajou-se em propaganda enganosa e administrou mal problemas de faturamento.

Na proposta de ordem enviada a um tribunal distrital de Maryland, que precisa da aprovação de um juiz para se tornar definitiva, o PayPal reembolsaria 15 milhões de dólares a consumidores e pagaria uma multa de 10 milhões de dólares ao governo, disse o regulador.

Amanda Miller, porta-voz do PayPal, disse que a companhia leva a sério a proteção de consumidores.

"Nosso foco está na facilidade de uso, clareza e em oferecer produtos de alta qualidade que são úteis a consumidores e estejam de acordo com as leis vigentes", disse ela em comunicado.

(Por Emily Stephenson)