EUA se movem para facilitar redes sociais na Crimeia

sexta-feira, 22 de maio de 2015 16:17 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos autorizou empresas e indivíduos norte-americanos a facilitarem comunicações pessoais com ferramentas da Internet como mídias sociais, mensagens instantâneas e compartilhamento de fotos na Crimeia, região ucraniana anexada pela Rússia no ano passado.

    O Departamento de Controle de Ativos Estrangeiros anunciou que emitiu uma licença geral que permite a exportação de tais serviços e softwares para as pessoas na Crimeia.

    Facebook, Twitter, WordPress e várias outras plataformas online foram cobertas pela açãoin

    Os laços entre Washington e Moscou se deterioraram desde que a Rússia anexou a Crimeia em março de 2014 e apoiou rebeldes separatistas pró-russos no leste da Ucrânia. Moscou acusa Washington de orquestrar a derrubada, no ano passado, do presidente ucraniano apoiado pela Rússia.