Jovem de caso de terrorismo com "Playstation" na Áustria é condenado a 2 anos de prisão

terça-feira, 26 de maio de 2015 08:40 BRT
 

VIENA (Reuters) - Um adolescente de 14 anos da Áustria que baixou planos de fazer bombas em seu videogame Playstation foi condenado a dois anos de prisão nesta terça-feira, após se declarar culpado de acusações de terrorismo, disse uma porta-voz do tribunal.

Além de pesquisar como construir uma bomba, o jovem fez contato com militantes que apoiam o grupo jihadista Estado Islâmico na Síria, disseram procuradores antes do julgamento.

Dezesseis meses da sentença foram suspensos. O adolescente, de nacionalidade turca, servirá os oito meses restantes da custódia em um centro de detenção juvenil, disse a porta-voz do tribunal regional de Sankt Poelten.

O jovem foi brevemente colocado sob custódia investigativa em outubro sob suspeitas de atividades relacionadas a terrorismo, antes de ser colocado em liberdade condicional. Ele foi detido pela segunda vez em janeiro.

Mais de 200 pessoas deixaram a Áustria para lutar no Oriente Médio, das quais 30 foram mortas, enquanto cerca de 70 retornaram, de acordo com o Ministério do Interior.

(Reportagem de Shadia Nasralla)