Criadora de app de privacidade entra com reclamação antitruste contra Google na UE

terça-feira, 2 de junho de 2015 14:12 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - A empresa norte-americana de tecnologia Disconnect entrou com uma reclamação junto aos reguladores antitruste da União Europeia contra a proibição de seu aplicativo de privacidade pelo Google, acusando a gigante do Vale do Silício de abusar de sua posição dominante no mercado.

A Disconnect, criada há quatro anos por ex-engenheiros do Google, diz que seu aplicativo protege usuários que usam o sistema operacional Android contra rastreamento invisível e softwares maliciosos distribuídos através de propagandas.

A companhia disse que o Google abusou de sua posição ao bloquear o aplicativo de sua Play Store no ano passado, e o Google ganhou uma vantagem injusta sobre concorrentes ao integrar seus próprios serviços de segurança e privacidade em seus próprios produtos.

"Eles disseram que havíamos interferido com a capacidade de terceiros distribuírem anúncios. O Google não estava disposto a participar de um diálogo", disse o presidente-executivo da Disconnect, Casey Oppenheim, nesta terça-feira à Reuters.

O Google diz que a reclamação da Disconnect é infundada.

"Nossas políticas do Google Play há muito proíbem aplicativos que interferem com outros aplicativos - como alterando funcionalidades, ou removendo seu modo de gerar receitas. Aplicamos essa política de modo uniforme e desenvolvedores do Android a apoiam fortemente", disse o porta-voz Al Verney.

(Por Foo Yun Chee)