Dados obtidos em ataque contra governo dos EUA chegam até 1985, diz autoridade

sexta-feira, 5 de junho de 2015 14:52 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Dados roubados na recente invasão de computadores do governo dos Estados Unidos incluem informações de credenciais de segurança e verificações de históricos que vão até 1985, disse uma autoridade dos EUA, destacando a escala de um dos maiores roubos conhecidos de dados do governo federal norte-americano.

"Isso é profundo. Os dados vão até 1985. Isso significa que eles potencialmente têm informações sobre aposentados, e eles podem saber o que eles fizeram após sair do governo", disse a autoridade, falando em condição de anonimato.

O acesso a informações obtidas no ataque contra as redes de informática do Departamento de Administração de Pessoal, como datas de nascimento, números de seguridade social (equivalente ao CPF) e informações bancárias, podem ajudar hackers a testar potenciais senhas em outros sites, incluindo aqueles que contêm informações sobre sistemas de armas cruciais, disse a autoridade.

"Isso pode dar a eles uma enorme vantagem".

(Por Andrea Shalal)

 
Fotografia ilustrativa de códigos e o logo da Agência Nacional de Segurança dos EUA.    11/03/2015   REUTERS/Dado Ruvic