Advogado que venceu Google leva caso de privacidade a Bruxelas

quinta-feira, 11 de junho de 2015 14:26 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - O advogado que no ano passado forçou o Google a remover links para informações defamatórias sobre ele no mundo inteiro agora espera convencer a Comissão Europeia a introduzir regras que tornariam mais fácil para que outros removam informações prejudiciais na Internet.

Dan Shefet, advogado dinamarquês baseado em Paris, reuniu-se com uma importante autoridade da UE na segunda-feira para discutir suas propostas para assegurar que sites de busca retirem de listas conteúdos prejudiciais no mundo todo, não apenas na União Europeia de 28 países.

A missão de Shefet de tornar os motores de busca legalmente responsáveis pelas informações que exibem vem ao encontro do desconforto crescente nos círculos políticos e empresariais na Europa sobre o poder de mercado das gigantes de tecnologia, em sua maioria norte-americanas, e o tratamento dado por elas à privacidade.

A Comissão, órgão executivo da UE, está avaliando se "plataformas online" devem ser regulamentadas mais estritamente e terem uma obrigação de remover proativamente conteúdo considerado ilegal.

As companhias em questão são fortemente opostas, dizendo que isso arriscaria prejudicar a liberdade de expressão.

(Por Julia Fioretti)