Cuba vai disponibilizar primeiros sinais Wi-Fi à população em geral

quinta-feira, 18 de junho de 2015 14:22 BRT
 

HAVANA (Reuters) - Cuba planeja transmitir sinais Wi-Fi em 35 espaços públicos na primeira oferta do tipo para a população em geral, cujo acesso à Internet tem sido limitado na maior parte ao uso em lan houses estatais.

Cuba também cortará o preço para usar a Internet de 4,50 dólares a 2 dólares por hora, disse o porta-voz do monopólio estatal de telecomunicações Etecsa ao jornal oficial Juventud Rebelde na edição desta quinta-feira.

A ilha liderada por comunistas tem uma das menores taxas de uso da Web no mundo, virtualmente sem qualquer serviço de banda larga para residências, tarifas extremamente altas para estrangeiros e um minúsculo número de moradias e empresas com permissão para terem conexões.

Apenas 3,4 por cento das casas cubanas são conectadas, e a maioria destas tem intranet, não Internet, segundo dados da União Internacional de Telecomunicações (UIT), um agência da ONU.

Porém, cada vez mais autoridades cubanas têm comentado sobre a demanda por melhor acesso à Internet.

Ao mesmo tempo, os Estados Unidos têm promovido a Internet em Cuba como parte da recente abertura ao seu antigo inimigo, por exemplo afrouxando o embargo econômico sobre Cuba para permitir que companhias norte-americanas realizem negócios relacionados à Web no país.

(Por Daniel Trotta)