China permitirá controle estrangeiro total de alguns negócios de e-commerce

sexta-feira, 19 de junho de 2015 10:10 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A China vai permitir o controle estrangeiro total de alguns negócios de comércio eletrônico, buscando encorajar investimentos estrangeiros e o desenvolvimento e competitividade da indústria, disse o Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação nesta sexta-feira.

A medida, em vigor imediatamente, será aplicada a "serviços de administração de dados e comércio online", disse o ministério chinês em comunicado em seu site. Não estava imediatamente claro como isso afetará as companhias de comércio eletrônico que já operam na China.

O setor chinês de e-commerce tem crescido rapidamente, com companhias como o Alibaba e a JD.com beneficiando-se da crescente classe média com mais renda disponível.

A permissão de propriedade estrangeira total "apoia o desenvolvimento do comércio eletrônico do nosso país, encoraja e traz a participação ativa de investimentos estrangeiros, e aumenta ainda mais a concorrência no mercado", segundo o ministério.

(Por Paul Carsten e Judy Hua)