Acionistas da Sharp reelegem CEO e aprovam resgate para assegurar sobrevivência

terça-feira, 23 de junho de 2015 11:14 BRT
 

OSAKA, Japão (Reuters) - Os acionistas da Sharp reelegeram nesta terça-feira o presidente-executivo, Kozo Takahashi, e aprovaram planos para o segundo resgate bancário, apoiando a estratégia da companhia de eletrônicos para sobreviver a uma forte desaceleração em seu combalido negócio de telas em meio a uma concorrência acirrada.

Takahashi foi reeleito ao final da assembleia geral de acionistas em Osaka apesar da inquietação entre investidores de que seus esforços de reestruturação, incluindo o corte de 5 mil empregos e a venda da sede, não bastam.

Uma contagem detalhada dos votos não estava disponível de imediato, mas a expectativa era de que o apoio tenha caído de 97 por cento no ano anterior devido à decepção por prejuízos, a falta de dividendos e o maciço corte de capital como parte do resgate.

Curvando-se de forma acentuada, Takahashi, de 60 anos, pediu desculpas pelo desempenho fraco da companhia e disse estar determinado a levar a companhia rumo à recuperação.

"Nos desculpamos profundamente por não termos sido capazes de atender suas expectativas", disse o presidente-executivo que viu uma queda de quase 60 por cento no preço das ações da Sharp desde que assumiu o cargo há dois anos.

(Por Ritsuko Ando)