Recusa de oferta de Drahi por Bouygues acaba com esperança de consolidação de telecom na França

quarta-feira, 24 de junho de 2015 12:58 BRT
 

PARIS (Reuters) - A rejeição brusca da Bouygues à oferta feita pelo magnata Patrick Drahi, da Altice, por seu negócio de telecomunicações pode representar o golpe de misericórdia das consolidações no setor na França por anos.

O presidente-executivo da Bouygues, Martin Bouygues, que fundou a Bouygues Telecom, disse que unidade pode prosperar sozinha e que uma venda ameaçaria empregos e enfrentaria obstáculos antitruste.

O descarte da oferta do colega bilionário Drahi aparentemente acabou com as esperanças da redução do número de operadoras de redes móveis na França de quatro para três, e também do fim de uma guerra de preços que já dura três anos e tem atingido os lucros. As ações do setor caíam nesta quarta-feira após a decisão.

As ações da Bouygues recuavam 9,1 por cento, às 12h17 (horário de Brasília). O papel da Altice tinha queda de 4,85 por cento, a Numericable-SFR recuava 9,66 por cento, as ações da Iliad tinham desvalorização de 8,30 por cento e a Orange perdia 3,24 por cento.

"As esperanças de consolidação no mercado da França agora desapareceram completamente na nossa opinião ... o que virá depois? Sem consolidação e risco de um possível acirramento da concorrência novamente", disse o analista da Raymond James Stephane Beyazian em nota.

(Por Dominique Vidalon)