Avago assegura aprovação da UE para compra da Broadcom por US$37 bi

segunda-feira, 23 de novembro de 2015 16:16 BRST
 

BRUXELAS (Reuters) - Reguladores antitruste europeus liberaram nesta segunda-feira a planejada compra da fabricante de chips Broadcom pela Avago, por 37 bilhões de dólares, sem ressalvas.

Estimulada pela demanda por chips mais baratos e novos produtos para alimentar aparelhos conectados à internet, assim como a necessidade de cortar custos, a indústria global de semicondutores tem visto uma onda de consolidações este ano, com o acordo de Avago e Broadcom dentre os maiores.

A Comissão Europeia disse que tinha algumas preocupações iniciais, mas que foram dissipadas após a Avago concordar em deixar outras fabricantes terem acesso contínuo a propriedade intelectual essencial em termos razoáveis.

"Graças à boa cooperação com as empresas, a Comissão foi capaz de aprovar esta aquisição multibilionária em um curto período de tempo enquanto preserva a competição efetiva neste setor crucial de alta tecnologia", disse a comissária da Comissão Europeia Margrethe Vestager.

(Por Foo Yun Chee e Philip Blenkinsop)