Bolsa ambiental lança aplicativo para rastrear comércio de madeira ilegal

terça-feira, 24 de novembro de 2015 15:45 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa de ativos ambientais do Brasil, BVRio, lançou nesta terça-feira um aplicativo que promete ajudar operadores estrangeiros e compradores de madeira brasileira a se certificarem de que o produto não foi obtido ilegalmente.

A bolsa, que provê um mercado para negociação de ativos como carbono e créditos de florestas, disse que com o aplicativo os compradores poderão escanear um código que é legalmente requerido em todos os lotes de madeira que saem do país e receber um relatório sobre seu status.

O britânico Chatham House, um instituto independente, estima que mais de metade da madeira brasileira tem origem ilegal.

"Estes aplicativos serão particularmente úteis para compradores operando na Europa e nos Estados Unidos, onde precisam garantir que cumprem com a regulamentação sobre madeira da UE e o norte-americano Lacey Act", disse a BVRio em comunicado.

A bolsa, que planeja lançar uma plataforma para madeira em 2016, disse que há versões do aplicativo para computadores (timber.bvrio.org) e nos sistemas Android e iOS, com downloads gratuitos na Google Play e na Apple Store.

(Por Marcelo Teixeira)