"Assassino do Facebook" é considerado culpado por homicídio doloso

quarta-feira, 25 de novembro de 2015 18:58 BRST
 

MIAMI (Reuters) - Um juiz declarou nesta quarta-feira um homem da Flórida culpado por homicídio doloso após ter assassinado a esposa e publicar uma foto de seu corpo ensanguentado no Facebook, informou um porta-voz do tribunal no condado de Miami-Dade.

O júri rejeitou o argumento de que Derek Medina, 33, agiu em legítima defesa quando atingiu Jennifer Alfonso, 27 anos, oito vezes em agosto de 2013 em sua residência, na região de Miami.

Medina escreveu no Facebook logo antes de se entregar: "vou para a prisão ou pena de morte por assassinar minha esposa".

Ele também foi considerado culpado por negligência sobre incapaz ao ter deixado a filha menor de idade de sua esposa sozinha na casa após o crime.