Alibaba negocia compra de ativos de mídia do SCMP Group de Hong Kong, dizem fontes

quinta-feira, 26 de novembro de 2015 11:07 BRST
 

Por John Ruwitch e Anne Marie Roantree

XANGAI/HONG KONG (Reuters) - A gigante chinesa de comércio eletrônico Alibaba se aproximou da editora do jornal South China Morning Post de Hong Kong para negociar uma compra de seus ativos de mídia, disse uma fonte familiarizada com o assunto nesta quinta-feira.

Antes, a editora SCMP disse que recebeu uma aproximação preliminar de uma terceira parte não identificada interessada em suas propriedades de mídia, que inclui o jornal com um século de idade.

O South China Morning Post ocupa uma posição importante entre a elite que fala inglês e ainda domina a ex-colônia britânica. Os diários em língua chinesa podem ser mais influentes que o Post, mas mudanças em sua direção editorial são vistas como barômetro para a liberdade de imprensa sob o domínio chinês.

Na segunda-feira, a Bloomberg News noticiou que o presidente-executivo da Alibaba, Jack Ma, estava em negociações avançadas para comprar uma parcela do SCMP.

A fonte contou à Reuters que as negociações envolveram mais a Alibaba do que um investimento privado de Ma. A companhia sediada em Hangzhou tem se expandido para dentro do setor de mídia com acordos em jornalismo e propaganda.

Alguns jornalistas do South China Morning Post deram as boas vindas às novas, dizendo que Ma tem uma reputação de tratar bem suas equipes.

Já outros foram mais cautelosos. "Tenha cuidado com o que você deseja", disse um editor que falou em condição de anonimato. Ele disse que alguns jornalistas estavam apreensivos com uma, entendida, ligação próxima de Ma, cidadão da China continental, com as lideranças em Pequim.