Aplicativo de viagens de carro BlaBlaCar lança operação no Brasil

segunda-feira, 30 de novembro de 2015 08:00 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa que desenvolveu o aplicativo que conecta pessoas interessadas em viajar de carro para outras cidades, BlaBlaCar, lançou suas operações no Brasil nesta segunda-feira, em um momento em que a crise econômica e elevação dos preços dos combustíveis faz se sentir no bolso das famílias.

A companhia foi fundada na França em 2006 e recebeu desde o ano passado 300 milhões de dólares em duas rodadas de investimentos para fomentar sua presença internacional, que com o Brasil passa a ser de 20 países.

"A situação da economia brasileira de certa forma acaba se alinhando com os objetivos da BlaBlaCar para o país", afirmou o diretor-geral da companhia para o Brasil, Ricardo Leite. "O Brasil tem uma frota de 50 milhões de carros, tem vários centros urbanos, 100 milhões de usuários em redes sociais, gasolina cara em relação à renda. Com isso, a expectativa de se pagar a operação brasileira é muito grande", acrescentou o executivo.

Investimentos no lançamento da empresa no Brasil, segundo país da América Latina depois do México a contar com a plataforma, não foi revelado, mas Leite comentou que a empresa por enquanto tem 10 funcionários em seu escritório na capital paulista.

A estreia da empresa acontece em um momento em que o governo tenta há meses por em prática um plano de estímulo à aviação regional, capaz de ampliar a conexão entre os grandes centros e cidades do interior do país. Também acontece em um ambiente em que outros aplicativos de transporte, como o norte-americano Uber, enfrentam resistência de legisladores e trabalhadores como taxistas.

Segundo Leite, a BlaBlaCar avalia que seu serviço não vai enfrentar oposição no país, uma vez que tem por objetivo permitir redução de custo de viagens de carro entre cidades e não criar um serviço de motoristas remunerados.

"O que a gente faz é basicamente conectar os dois lados. Não precisamos adquirir licenças. Temos operado em uma série de países sem arranjar confusão. Não vemos nenhum motivo para que nosso serviço possa levantar problemas", afirmou Leite.

O executivo comentou que inicialmente as viagens arranjadas pelo aplicativo não incorrerão em taxas cobradas pela empresa. Mas depois que o serviço "atingir maturidade" no Brasil, a BlaBlaCar vai começar a cobrar tarifas dos passageiros, seguindo modelo adotado no exterior. Normalmente, uma nova operação da companhia leva de 18 a 24 meses para atingir maturidade.

Leite explicou que a tarifa que será cobrada pela BlaBlaCar futuramente dos passageiros no Brasil será equivalente a 10 a 15 por cento do custo estimado da viagem para cada passageiro.   Continuação...