Rovio, dona do Angry Birds, mira fusões e aquisições

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015 14:54 BRST
 

Por Jussi Rosendahl

HELSINQUE (Reuters) - A Rovio Entertainment, que faz o jogo para celulares Angry Birds, está de olho em eventual fusão após sua reestruturação este ano, disse o presidente do Conselho e maior acionista, Kaj Hed, nesta quarta-feira.

"Existe uma necessidade clara de alguma consolidação para tomar lugar aqui (na Europa), e é algo em que estou interessado", disse Hed à Reuters.

"Como a competição está ficando mais dura, isso requer uma certa escala. Há uma grande mudança à frente no setor, porque ainda não foi estabelecida. É claro que nós estamos interessados em participar quando a mudança acontecer".

Hed comentou sua estratégia depois que a companhia anunciou que seu negócio de Jogos e Mídia teria mais independência com a indicação de seus próprios líderes e que o presidente-executivo Pekka Rantala renunciou depois de um ano no trabalho.

Ao cortar empregos e reformular o negócio para torná-lo maiságil, Hed disse que a perspectiva da empresa agora era brilhante, com um filme 3D em Hollywood com lançamento previsto para maio próximo e uma cisão de jogos em as construção para a divulgação nos primeiros meses de 2016.     O Angry Birds, lançado em 2009, é o aplicativo móvel mais bem pago de todos os tempos, e a Rovio capitalizou a marca desde o início, licenciando seu uso numa série de produtos de consumo com ambições de desenvolver uma marca de entretenimento comparável a Walt Disney.