Executivo da LG se livra da acusação de destruir máquinas da Samsung

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015 14:16 BRST
 

Por Hooyeon Kim

SEUL (Reuters) - Um tribunal sul-coreano livrou o chefe de aparelhos da LG Electronics das acusações de vandalizar máquinas de lavar da rival Samsung durante uma feira na Alemanha em 2014.

A decisão sela uma briga pública entre as duas principais empresas de tecnologia da Coreia do Sul, que têm um histórico de disputas sobre qualidade de geladeiras e fatia do mercado de equipamentos de ar condicionado.

O Tribunal Distrital Central de Seul disse nesta sexta-feira que não havia evidências o bastante para provar que Jo Seung-jin deliberadamente danificou máquinas da Samsung. Os promotores, que indiciaram Jo em fevereiro, queriam uma pena de prisão de 10 meses para o executivo.

Em setembro de 2014, a Samsung apresentou queixa formal acusando Jo de deliberadamente danificar lavadoras Samsung. A LG tinha concordado em pagar pelo que chamou de danos acidentais em quatro máquinas, mas, ao mesmo tempo ridicularizou a qualidade dos produtos da rival, irritando a Samsung.