Europeus devem ser senhores de seus dados pessoais, diz autoridade da UE

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015 19:16 BRST
 

BRUXELAS (Reuters) - Cidadãos europeus serão "senhores" de seus dados pessoais após a União Europeia ter fechado acordo para reforma de proteção de dados que lhes dará mais voz sobre como as companhias usam suas informações, disse uma alta autoridade da UE nessa quarta-feira.

Sob a nova lei firmada por parlamentares europeus, Estados membro e a Comissão Europeia na véspera, as empresas terão que pedir aos cidadãos consentimento inequívoco e podem ser multadas em até 4 por cento das receitas globais se infringirem a lei.

Vera Jourova, Comissária de Justiça da UE, disse que "já era tempo" de a lei ser atualizada para negócios e indivíduos.

"Cidadãos devem ter mais possibilidades, mais chances de serem senhores de seus dados pessoais, serem informados sobre o que alguém faz com seus dados", ela disse em uma entrevista.

Preocupações sobre privacidade incluem onde os dados são armazenados e como as empresas analisam e direcionam anúncios. Enquanto empresas como Google e Facebook já solicitam permissão das pessoas para manter e usar dados, o atual conjunto de leis é menos rigoroso quando a permissão das pessoas deve ser pedida.

(Por Julia Fioretti)