Zuckerberg se diz "chocado" com decisão da Justiça de bloquear WhatsApp

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015 08:37 BRST
 

(Reuters) - O presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, disse nesta quinta-feira ter ficado "chocado" com a decisão da Justiça brasileira de bloquear o WhatsApp e que espera uma rápida reversão da medida.

"Este é um dia triste para o país. Até hoje o Brasil tem sido um importante aliado na criação de uma Internet aberta. Os brasileiros estão sempre entre os mais apaixonados em compartilhar suas vozes online", disse Zuckerberg em publicação em sua conta no Facebook, controlador do WhatsApp.

"Estou chocado que nossos esforços em proteger dados pessoais poderiam resultar na punição de todos os usuários brasileiros do WhatsApp pela decisão extrema de um único juiz", acrescentou.

As operadoras de telecomunicações do Brasil receberam na quarta-feira intimação da Justiça do Estado de São Paulo para bloquearem os serviços do aplicativo de mensagens WhatsApp por 48 horas a partir da quinta-feira, informou a entidade que representa o setor, SindiTelebrasil.

A decisão judicial refere-se a um processo criminal que corre em segredo de Justiça e o pedido de bloqueio não partiu das operadoras, segundo o sindicato.

Zuckerberg fez um apelo aos brasileiros para que se manifestem contra a decisão. "Se você é brasileiro, por favor faça sua voz ser ouvida e ajude seu governo a refletir a vontade do povo".

(Por Caio Saad)

 
Presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, durante evento em San Francisco.    25/03/2015   REUTERS/Robert Galbraith