Parlamentares dos EUA pedem mais vigilância às redes sociais de candidatos a visto

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015 19:55 BRST
 

WASHINGTON, (Reuters) - Parlamentares dos EUA criticaram autoridades federais de imigração do país nesta quinta-feira por não revisarem com detalhes os posts em redes sociais para vetar vistos aos candidatos.

Em outra rodada de críticas para o Departamento de Segurança Doméstica sobre o tema, um comitê da Câmara dos Deputados questionou Leon Rodriguez, diretor dos Serviços de Cidadania e Imigração dos EUA, em uma audição.

Ele disse que a informação adquirida nas contas de mídias sociais até o momento tem sido ambígua.

A imigração e a proteção dos norte-americanos contra o terrorismo têm se tornado grandes assuntos para a campanha presidencial de 2016, especialmente desde o tiroteio de San Bernardino, Califórnia, em 2 de dezembro, no qual 14 pessoas morreram.

Autoridades dos EUA reconheceram que ninguém estava checando rotineiramente as postagens nas redes sociais de candidatos ao visto no momento em que Tashfeen Malik, que participou das mortes em San Bernardino.

Os perfis de redes sociais de milhares de candidatos aos benefícios de imigração norte-americanos, incluindo vistos, estão sendo examinados sob programas piloto, disse Rodriguez.

(Por Julia Harte)

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447723))

REUTERS NS AAP