Toshiba diz que buscará nova linha de crédito de US$2,5 bi para reestruturação

terça-feira, 29 de dezembro de 2015 15:43 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - A Toshiba, abalada por um escândalo contábil de 1,3 bilhão de dólares, disse que pretende pedir uma nova linha de crédito de 300 bilhões de ienes (2,49 bilhões de dólares) até o fim de janeiro para financiar uma reestruturação de grande escala.

A Toshiba deve se aproximar de credores para a nova linha de financiamento, disse um porta-voz da companhia nesta terça-feira. O jornal financeiro Nikkei disse mais cedo que provavelmente a companhia buscará ajuda de bancos, incluindo o Mizuho Bank e o Sumitomo Mitsui Banking Corp.

O movimento vem após a Toshiba assegurar uma linha de 400 bilhões de ienes em setembro, e dá à companhia mais segurança conforme busca se recuperar do escândalo contábil no qual superfaturou lucros por volta de 2009.

A Moody's rebaixou recentemente o rating da dívida da companhia para o grau especulativo, e a bolsa de valores de Tóquio posicionou as ações da Toshiba em uma categoria de "acompanhamento" especial para ver se a empresa poderá aperfeiçoar seus controles internos. Ambos os movimentos deixaram mais difícil para a companhia levantar financiamento através de dívida ou novas ações.

A companhia disse na última semana que vai cortar 6,8 mil vagas de trabalho do setor de eletrônicos de consumo, levando os cortes totais para além de 10 mil, incluindo os planos anteriormente anunciados, à medida que o extenso conglomerado se volta para chips e energia nuclear. A empresa também espera um prejuízo líquido recorde neste ano.

(Por Makiko Yamazaki; Reportagem adicional por Kshitiz Goliya em Bangalore)

 
Presidente executivo da Toshiba Masashi Muromachi em uma coletiva de imprensa na sede da empresa em Tóquio, Japão. 21 de dezembro de 2015. REUTERS/Thomas Peter