Twitter entra com processo contra multa da Turquia por "propaganda terrorista"

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016 11:03 BRST
 

ISTAMBUL (Reuters) - A rede social Twitter entrou com um processo em um tribunal de Ancara nesta quinta-feira, buscando anular uma multa aplicada pelas autoridades do país por não remover conteúdo que a Turquia diz ser "propaganda terrorista", disse à Reuters uma fonte próxima ao tema.

Uma autoridade turca disse que boa parte do material em questão está relacionado ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), classificado por Ancara como uma organização terrorista.

Um porta-voz do Twitter confirmou que a companhia havia tomado ações legais sobre a multa, sem dar mais detalhes.

Ancara tem tomado uma postura dura a respeito de redes sociais sob o governo do presidente Tayyip Erdogan e o Partido da Justiça e Desenvolvimento, fundado por ele. O governo baniu temporariamente o acesso ao Twitter diversas vezes no passado por não cumprir pedidos de remoção de conteúdo.

Mas a multa de 50 mil dólares, imposta pela autoridade de telecomunicações, foi a primeira na Turquia contra o Twitter.

A rede social, no processo, alega que a multa é ilegal e deve ser anulada, disse a fonte.

(Por Yesim Dikmen, Humeyra Pamuk e Ercan Gurses)