Rocket Internet, controladora da Dafiti, diz que IPO foi inteiramente subscrito

quarta-feira, 24 de setembro de 2014 08:40 BRT
 

FRANKFURT, 24 Set (Reuters) - A Rocket Internet, investidora mundial em e-commerce, surfou na onda da bem sucedida oferta de ações do rival chinês Alibaba feita na semana passada, e teve seu próprio IPO totalmente subscrito, afirmaram subscritores e representantes da empresa nesta quarta-feira.

A Rocket Internet, um grupo alemão de capital de risco que lançou dezenas de startups online em todo o mundo, disse na noite de terça-feira que esperava levantar quase o dobro do montante que inicialmente tinha como alvo no seu IPO, precificando as ações para avaliar a empresa em cerca de 8 bilhões de dólares.

Falando em uma coletiva de imprensa em Frankfurt, onde as ações da Rocket devem começar a ser negociadas a partir de 9 de outubro, o cofundador da empresa Oliver Samwer disse que a oferta foi totalmente subscrita apenas uma hora depois do período de reserva com novos investidores ter começado.

"Nossa meta é ser a plataforma de internet líder fora dos Estados Unidos e da China um dia. O melhor momento para a Rocket ainda está por vir", disse Samwer, que também é presidente-executivo da empresa.

Fundada em 2007 pelos irmãos Oliver, Alexander e Marc Samwer, a Rocket está presente em mais de 100 países, tendo somado uma receita de 1 bilhão de dólares em 2013 através de e-commerce e plataformas de compra, os chamados marketplaces, envolvendo desde táxis a entrega de comidas. No Brasil, a Rocket controla a Dafiti, que ocupa o primeiro lugar no varejo de moda online do país.

A empresa definiu o preço da oferta em uma faixa indicativa de 35,50 a 42,50 euros por ação e disse que espera levantar recursos brutos de cerca de 1,477 bilhão de euros (1,9 bilhão de dólares), assumindo a venda do número máximo de ações no IPO no ponto médio do intervalo estabelecido, correspondendo a uma capitalização de mercado de 6,2 bilhões de euros.

O montante representa quase o dobro dos 750 milhões de euros que a companhia disse que esperava levantar quando anunciou seus planos de listagem há 13 dias.

(Por Eric Auchard e Alexander Huebner)