Ebay segue conselho de Icahn e planeja cisão de PayPal em 2015

terça-feira, 30 de setembro de 2014 16:42 BRT
 

(Reuters) - O eBay planeja a cisão do PayPal, seu negócio de pagamentos de rápido crescimento, no próximo ano, cedendo ao apelo do investidor ativista Carl Icahn por uma empresa mais enxuta, melhor equipada para competir no concorrido mercado de pagamentos móveis.

As ações do eBay chegaram a subir 8 por cento depois da empresa dizer que iria desmembrar o PayPal e transformá-lo em uma empresa de capital aberto no segundo semestre de 2015, uma transação que será isenta de impostos para os acionistas.

O presidente-executivo do eBay, John Donahoe, tinha resistido à proposta de Icahn anteriormente, dizendo que o PayPal era parte integrante do negócio do eBay, e vice-versa.

Icahn, sexto maior acionista do eBay com uma participação de 2,48 por cento em 30 de junho, recuou de sua demanda em abril. Ele também retirou seus dois candidatos ao Conselho do eBay, mas, em uma concessão, a empresa acrescentou um décimo diretor independente.

Donahoe, em uma entrevista à Reuters, reconheceu que o eBay estava seguindo a estratégia recomendada por Icahn. Mas ele afirmou que a empresa havia chegado à sua conclusão através de "um processo deliberado" e não reagindo a pressões.

"Uma revisão estratégica completa com nosso conselho de administração mostra que manter eBay e PayPal juntos para além de 2015 torna-se claramente menos vantajoso para cada negócio de forma estratégica e competitiva", disse Donahoe em um comunicado.

"Nós estamos felizes que o Conselho e direção do eBay agiram responsavelmente a respeito da separação - talvez um pouco mais tarde do que deveriam, mas mais cedo do que esperávamos", disse Icahn em um post em um blog.

A cisão vai separar o negócio de pagamentos - que contribui com pouco mais de 40 por cento da receita do eBay - de suas plataformas de comércio online, os chamados marketplaces, e de seus negócios empresariais.

O eBay disse que a receita com marketplaces e negócios empresariais aumentou 10 por cento para 9,9 bilhões de dólares nos últimos quatro trimestres, enquanto a receita do PayPal subiu 19 por cento para 7,2 bilhões de dólares.   Continuação...