Procurador-geral dos EUA critica criptografia de dados de Apple e Google

terça-feira, 30 de setembro de 2014 19:08 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Juntando-se a um pedido de agentes da lei preocupados sobre criptografia de dados do mais novo sistema operacional da Apple, o procurador-geral dos Estados Unidos, Eric Holder, disse nesta terça-feira que autoridades não devem ser bloqueadas de informações que necessitam para investigar um crime.

     O novo iPhone 6 da Apple, lançado este mês, e uma esperada atualização do sistema Android, do Google, têm criptografias de dados tão sofisticadas que só o usuário pode desbloqueá-lo. Até mesmo policiais com mandados de busca não teriam acesso.

     "É totalmente possível permitir a aplicação da lei para fazer o seu trabalho e ao mesmo tempo proteger adequadamente a privacidade pessoal", disse Holder em um discurso antes da Aliança Global Contra o Abuso Sexual Online de Crianças.

     Holder disse que o acesso rápido aos dados de telefones pode ajudar policiais a encontrar e proteger vítimas de abuso sexual ou de sequestradores.

     Funcionários do Departamento de Justiça disseram que Holder está neste momento apenas pedindo a cooperação das empresas.

     "O que me preocupa são empresas que comercializam algo expressamente para permitir que as pessoas se coloquem acima da lei", disse ele.    

(Por Julia Edwards)

((Tradução Redação Rio de Janeiro, 55 21 2223-7132))

REUTERS JS LB