New York Times planeja cortar postos de trabalho para reduzir custos

quarta-feira, 1 de outubro de 2014 16:31 BRT
 

(Reuters) - O New York Times disse nesta quarta-feira que pretende cortar empregos, incluindo cerca de 7,5 por cento das vagas na redação, para reduzir custos enquanto a receita de publicidade de seus negócios impressos encolhe e novos produtos ficam aquém das expectativas.

As ações da companhia subiam mais de 9 por cento.

A empresa vai cortar 100 empregos na redação e um número menor de posições de suas operações corporativas e editoriais, oferecendo demissões voluntárias e recorrendo a demissões se não saírem funcionários suficientes voluntariamente, disse em uma carta aos empregados.

O NYT Opinion, um aplicativo móvel dedicado a conteúdo de opinião, será encerrado uma vez que não atraiu assinantes suficientes, disse em carta o editor-executivo, Dean Baquet.

O Times cortou empregos várias vezes nos últimos seis anos -- 100 em 2008, outros 100 em 2009 e mais 30 no início de 2013, de acordo com um artigo publicado no site da companhia nesta quarta-feira.

Apesar dos cortes, o pessoal de redação cresceu em cerca de 1.330, aproximando-se de seu maior tamanho até hoje, de acordo com o artigo, acima de cerca de 1.250 no final do ano passado. Alguns deles são novos empregos no negócio digital.

O Times vai investir pesadamente em celulares, desenvolvimento de audiência, portfólio de produtos digitais, publicidade e áreas impressas direcionadas ao longo dos próximos meses, disse a empresa.

(Por Subrat Patnaik em Bangalore)

((Tradução Redação Rio de Janeiro, 55 21 2223-7132))

REUTERS JS LB