Cisão do PayPal é vista como crítica para eBay diante de desaceleração

quinta-feira, 16 de outubro de 2014 13:49 BRT
 

(Reuters) - A recuperação do negócio de comércio eletrônico do eBay vai demorar mais que o esperado e eventuais ganhos para investidores viriam com a cisão da unidade PayPal, segundo analistas, um dia após a empresa reduzir previsões de receita.

As ações chegaram a cair 7,8 por cento, para o menor patamar em dois anos nesta quinta-feira. Pelo menos 16 corretoras cortaram o preço-alvo para as ações do eBay.

"Acreditamos que a cisão do PayPal vai ajudar a criar valor para os acionistas, com os investidores podendo avaliar melhor cada negócio", escreveu em nota a BMO Capital Markets.

A empresa está se preparando para a cisão do PayPal em 2015, após pedidos do acionista ativista Carl Icahn. A unidade foi responsável por 41 por cento da receita total do eBay em 2013.

A divisão pode liberar o PayPal para parcerias com outras empresas de e-commerce e conquistar fatia de mercado de empresas como a Stripe, apoiada por vários fundadores do PayPal e de gigantes da tecnologia como a Apple, que revelou seu projeto para pagamentos móveis no mês passado.

A planejada cisão ocorre em meio à desaceleração do mercado em que a empresa atua, que permite que compradores e vendedores se encontrem em seu site e aplicações móveis.

Cresceu menos do que alguns analistas previam, e a fraqueza deve continuar no curto prazo.

O eBay cortou sua previsão de receita para o ano, para a faixa de 17,85 bilhões a 17,95 bilhões dólares, ante 18 bilhões a 18,3 bilhões dólares, e previsão de receita no quarto trimestre de menos de 5 bilhões de dólares, contra estimativa média de analistas de 5,2 bilhões de dólares.

(Abhirup Roy)

((Tradução Redação São Paulo; + 55 11 5644-7712))

REUTERS AAP LB