Nokia tem forte lucro no trimestre por área de redes

quinta-feira, 23 de outubro de 2014 08:07 BRST
 

HELSINQUE (Reuters) - A finlandesa Nokia superou as expectativas do mercado com um forte crescimento de lucro no terceiro trimestre e elevou as perspectivas de rentabilidade para sua unidade de equipamentos de rede, seu principal negócio, na esteira de grandes implementações de infraestruturas de telecomunicações na América do Norte e China.

Às 7h59 (horário de Brasília), as ações da Nokia subiam 4 por cento, ressaltando a visão positiva dos investidores acerca da transformação da companhia de uma fabricante de celulares em dificuldades para uma companhia focada na produção de equipamentos de rede. A Nokia vendeu sua área de celulares para a Microsoft há seis meses.

Apesar de preocupações sobre acordos de menor margem na China, a unidade de redes da Nokia revelou uma margem de lucro operacional de 13,5 por cento, ante 11 por cento no segundo trimestre e acima de previsão média de analistas de 9,9 por cento em uma pesquisa da Reuters.

"A unidade de redes se beneficiou de alguns desenvolvimentos únicos no trimestre, com um mix de negócios ponderado por banda larga móvel e mix regional que incluiu fortes ganhos na América do Norte", disse o presidente-executivo Rajeev Suri, em um comunicado.

A Nokia, que ocupa a terceira posição no mercado global de equipamentos de rede depois da Ericsson e Huawei Technologies, disse que agora espera que a margem operacional da unidade de redes no ano fique levemente acima de 11 por cento. A previsão anterior era de um resultado no teto ou levemente superior à sua meta de longo prazo de uma faixa de 5 a 10 por cento.

O lucro operacional total da Nokia para o período de julho a setembro subiu 32 por cento em relação ao trimestre anterior, a 457 milhões de euros (578 milhões de dólares). Analistas esperavam um lucro operacional de 359 milhões de euros.

A Nokia concluiu em abril o acordo com a Microsoft, ficando com a unidade de equipamentos de rede, além do negócio de tecnologia de mapas e um portfólio de patentes de smartphones.