12 de Novembro de 2014 / às 13:07 / em 3 anos

Alguns investidores descontentes com Yahoo fazem apelo à AOL

Logotipo do Yahoo em um prédio em Rolle, a 30 quilômetros de Genebra. 12/12/2012 REUTERS/Denis Balibouse

NOVA YORK (Reuters) - Ao menos dois dos 10 maiores acionistas do Yahoo estão tão infelizes com os esforços de reestruturação da presidente-executiva, Marissa Mayer, que decidiram fazer um apelo direto ao presidente-executivo da AOL, Tim Armstrong, para que ele explore uma fusão e administre a companhia combinada.

A jogada segue uma campanha do fundo de hedge Starboard Value LP, que está incentivando o Yahoo a ponderar um acordo com a AOL e destravar as valiosas participações do Yahoo em companhias asiáticas de Internet.

Armstrong tem sido receptivo a esses acionistas do Yahoo e reconheceu os potenciais benefícios de um acordo, disseram os investidores do Yahoo.

No entanto, ele minimizou a possibilidade de uma transação, segundo os investidores e duas fontes próximas à AOL. Não existem conversas entre as duas companhias e Armstrong indicou que ele apenas consideraria um acordo amigável, disseram os investidores.

Yahoo e AOL não quiseram comentar. A fatia total detida pelos acionistas do Yahoo que acenaram para Armstrong não pôde ser determinada.

Por Nadia Damouni, Jennifer Saba e Alexei Oreskovic

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below