Conselhos da Embratel Participações e Net aprovam proposta de reorganização societária

terça-feira, 18 de novembro de 2014 11:46 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os conselhos de administração da Embratel Participações e da Net aprovaram na segunda-feira proposta de reorganização societária que também envolve a operadora Claro, dentro do processo de consolidação das empresas em uma única sociedade.

As três companhias pertencem ao grupo América Móvil, do bilionário mexicano Carlos Slim. A operação contempla a incorporação da NET, da Embratel e da Embrapar pela Claro, enquanto fatias desmembradas de Embratel e Embrapar denominadas Nova Embratel e Nova Embrapar serão incorporadas pela Telmex Solutions Telecomunicações.

Conforme fato relevante divulgado nesta terça-feira, a incorporação deverá se tornar eficaz, caso aprovada pelos acionistas das companhias, em 31 de dezembro deste ano.

A relação de troca proposta no âmbito da operação é de um lote de mil ações de emissão da Embrapar por 0,0308 ações da Claro, uma ação de emissão da Embratel por 0,0031 ações da Claro e uma ação da NET por 0,0884 ações da Claro.

Acionistas detentores de ações ordinárias de NET, da Embratel e da Embrapar, além de ações ordinárias da Claro, também poderão receber papéis da Nova Embratel ou da Nova Embrapar. Por sua vez, detentores de ações preferenciais da NET e da Embrapar receberão ações preferenciais da Claro e poderão receber papéis da Nova Embrapar.

O valor dos ativos a serem cindidos do patrimônio da Embrapar serão equivalentes a 1,612 bilhão de reais, o que reduzirá seu patrimônio para 9,170 bilhões de reais, enquanto o valor separado da Embratel será de 1,547 bilhão, ficando seu patrimônio após a cisão em 4,863 bilhões de reais.

O patrimônio da NET era de 6,812 bilhões de reais em 30 de setembro de 2014, data base considerada para as avaliações.

O capital social da Claro passará a 12,043 bilhões de reais, dividido em 16.750.449 ações ordinárias e 33.500.898 ações preferenciais.

Acionistas da Embrater, Embratel e NET terão direito de recesso. As companhias informaram estimar que o custo total da operação seja de cerca de 8 milhões de reais.   Continuação...