Parlamento da UE deve votar moção de divisão do Google na 5ª-feira

segunda-feira, 24 de novembro de 2014 14:51 BRST
 

Por Foo Yun Chee

BRUXELAS (Reuters) - Legisladores da União Europeia devem votar na quinta-feira uma moção que propõe a divisão do Google e de outras companhias de tecnologia de Internet, aumentando a pressão política sobre os reguladores antitruste do bloco para que adotem uma linha mais dura com o grupo.

O parlamento não tem poder de desmembrar uma empresa. Mas a votação, que ressalta amplos receios entre políticos da UE sobre o domínio norte-americano da indústria da Internet, seria um sério desafio público para o negócio do Google na Europa.

Dois legisladores do Parlamento Europeu, o alemão Andreas Schwab e o espanhol Ramon Tremosa, revelaram um esboço da resolução na semana passada, dizendo que a separação dos motores de busca de outros serviços comerciais asseguraria um terreno equilibrado para rivais na Europa.

Os conservadores, liberais e socialistas, que comandam uma grande maioria dos assentos no Parlamento, vão criar uma moção conjunta na terça-feira, esperam debater a questão no dia seguinte e votá-la na quinta, disse um assessor de Tremosa.

Políticos europeus e algumas companhias concorrentes têm reclamado que a predominância do Google permite que ele promova seus próprios serviços às custas das rivais, e vêm atacando a empresa acerca de uma séria de questões incluindo suas políticas tributárias e de privacidade.

O Google tem dito regularmente que enfrenta forte concorrência em um mercado em constante mudança.

Schwab e Tremosa disseram que não estão travando uma luta ideológica contra a maior empresa mundial de buscas na Internet.

"Tremosa e Schwab não são ideologicamente contra o Google! Somos contra monopólios", disseram os dois legisladores em comunicado conjunto.

(Por Foo Yun Chee)