Governo da Alemanha apoia compra de Secusmart por BlackBerry

sexta-feira, 28 de novembro de 2014 11:25 BRST
 

BERLIM (Reuters) - O governo da Alemanha aprovou a planejada aquisição da Secusmart, cuja tecnologia de criptografia é usada para proteger os dispositivos móveis de políticos de alto escalão incluindo a chanceler Angela Merkel, pela fabricante canadense de smartphones BlackBerry.

O acordo faz parte dos esforços do novo presidente-executivo da Blackberry, John Chen, para fortalecer o apelo da companhia para clientes preocupados com segurança, como agências governamentais, conforme busca reconquistar terreno perdido para o iPhone da Apple e dispositivos rivais que usam o sistema operacional Android, do Google.

O governo alemão disse após o anúncio da aquisição em julho que analisaria se a compra da Secusmart, empresa de capital fechado sediada em Dusseldorf, poderia representar uma ameaça aos interesses de segurança da Alemanha.

A questão era particularmente sensível na Alemanha, já que o acordo foi anunciado após revelações de que agência de inteligência norte-americanas interceptaram conversas telefônicas feitas por Merkel de um telefone não criptografado.

Merkel e outros membros do governo alemão têm dispositivos móveis BlackBerry com criptografia Secusmart.

Segundo relatos na mídia, a Alemanha insistiu que a Agência Federal de Segurança de Informação tenha certos direitos de acesso e controle relacionados ao código usado no sistema operacional BlackBerry.

A Alemanha, também segundo a mídia, recebeu garantias da BlackBerry de que as informações confidenciais não serão passadas a agências de inteligência estrangeiras.

(Por Andreas Rinke)

 
Um Blackberry Q10 com teclado "QWERTY" sendo exibido em evento em Toronto. 09/04/2014 REUTERS/Mark Blinch