Ação da Portugal Telecom SGPS despenca após anúncio de Altice e Oi

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014 09:55 BRST
 

LISBOA (Reuters) - As ações da Portugal Telecom SGPS despencavam nesta segunda-feira, penalizadas pela redução da probabilidade de sucesso da oferta pública de aquisição (OPA) lançada pela empresária angolana Isabel dos Santos.

Mais cedo, a Oi anunciou acordo em que aceitou entrar em negociações exclusivas com o grupo europeu de telecomunicações Altice para a venda de seus ativos portugueses, reunidos na PT Portugal.

Um dos objetivos centrais da oferta lançada pela empresária sobre a PT SGPS era evitar a venda dos ativos portugueses da Oi. A companhia detém cerca de 26 por cento de participação na Oi e uma dívida não paga pela holding portuguesa Rioforte de 900 milhões de euros.

"A reação do mercado parece apontar que este avanço da Oi para negociações exclusivas com a Altice torna menos provável o sucesso da oferta de Isabel dos Santos", disse o analista da Fincor Albino Oliveira.

A Altice entrou em negociações exclusivas com a Oi após oferecer 7,4 bilhões de euros pelos ativos portugueses. As empresas vão passar as próximas semanas analisando as contas da PT Portugal antes de finalizar o acordo.

"Há dois fatores colocando pressão: primeiro, a questão de saber até que ponto, com a concretização deste negócio entre Altice e Oi, este vai contra algumas condições da proposta de Isabel dos Santos e leve a oferta dela a não avançar ou a falhar", acrescentou.

No final da semana passada, um porta-voz da empresária angolana disse que considera que a OPA sobre a PT-SGPS valoriza os acionistas da Oi e da PT-SGPS ao dar-lhes um aporte financeiro direto e imediato.

Às 9h52, horário de Brasília, as ações da PT SGPS exibiam queda de 7,22 por cento, a 1,40 euro.