Barnes & Noble encerra pacto com Microsoft para Nook Media

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014 15:33 BRST
 

(Reuters) - A Barnes & Noble fechou um acordo para comprar a fatia da Microsoft na Nook Media, encerrando uma parceria de dois anos e pavimentando o caminho para a varejista de livros desmembrar sua deficitária divisão de e-readers e conteúdo digital.

A Barnes & Noble também divulgou lucro trimestral muito abaixo do esperado, principalmente pelas vendas mais baixas dos dispositivos Nook.

A companhia estimou o valor do negócio, que envolve dinheiro e ações, em cerca de 125 milhões de dólares.

Lançado em 2009, o leitor eletrônico Nook teve sucesso inicial, mas acabou custando à Barnes & Noble centenas de milhões de dólares à medida que não conseguiu manter o ritmo em relação aos rivais Kindle, da Amazon.com, e iPad, da Apple.

A Microsoft investiu 300 milhões de dólares no Nook, o e-reader da Barnes & Noble, em 2012 para ganhar uma posição no mercado de rápido crescimento de e-books. Em 9 de setembro, a Microsoft possuía cerca de 17 por cento da Nook Media por meio de ações preferenciais, de acordo com um documento apresentado ao regulador do mercado.

A Barnes & Noble disse em junho que faria a cisão do seu negócio Nook Media para focar em livrarias.

No seu segundo trimestre fiscal, a companhia viu o lucro líquido cair para 12,3 milhões de dólares, ou 0,12 dólar por ação, ante 13,2 milhões de dólares um ano antes, ou 0,15 dólar por papel. Analistas estimavam, em média, lucro de 0,31 dólar por ação, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

(Por Ramkumar Iyer e Yashaswini Swamynathan)