Sony levantará quase US$4 bi para impulsionar negócio de sensores

terça-feira, 30 de junho de 2015 11:00 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - A japonesa Sony planeja levantar quase 4 bilhões de dólares com a emissão de novas ações e bônus para investir em sensores de imagem conforme se reinventa como uma fabricante de componentes de nicho, recuando de produtos para consumidores como TVs que levou a empresa a prejuízos.

Na primeira emissão de novas ações da Sony em 26 anos, a empresa disse nesta terça-feira que espera levantar 321 bilhões de ienes (2,62 bilhões de dólares) com uma oferta pública de ações após um rali que viu o valor de mercado da companhia dobrar em um ano. A companhia captará outros 119 bilhões de ienes com uma captação de bônus conversíveis para financiar o aumento da capacidade de produção de sensores em suas plantas avançadas no Japão.

Valendo perto de um décimo do valor de mercado atual da companhia, a emissão de ações dá o sinal mais claro até agora que o presidente-executivo da Sony, Kazuo Hirai, está priorizando o negócio de sensores para ancorar a recuperação da Sony. A empresa vem há muito tempo sendo assolada por prejuízos em produtos de marca como smartphones, impactados pela concorrência tanto de rivais mais baratas da Ásia e gigantes da indústria como a Apple e a Samsung Electronics.

Os sensores de imagem, um componente de alta tecnologia em câmeras digitais e smartphones, despontaram como uma das linhas mais fortes da Sony junto à unidade de videogames PlayStation, ajudando a companhia a se recuperar da longa queda em vendas de TVs e smartphones. Ainda assim, a Sony está apenas começando a sair do declínio, contabilizando um prejuízo líquido de 126 bilhões de ienes no último ano fiscal, embora espere lucro de 140 bilhões de ienes para o ano fiscal atual.

(Por Ritsuko Ando)