Avião movido a energia solar bate recorde com voo solo direto até Havaí

quinta-feira, 2 de julho de 2015 20:38 BRT
 

Por Suzanne Roig

HONOLULU, Estados Unidos (Reuters) - Um suíço que tenta dar a volta ao mundo com um avião alimentado apenas por energia solar quebrou um recorde mundial do voo solo mais longo sem escalas, disseram os pilotos nesta quinta-feira.

O Solar Impulse, que decolou do Japão na segunda-feira na sétima etapa de sua jornada e deve pousar no Havaí no fim de semana, quebrou o recorde de voo solo de 76 horas durante a travessia do oceano Pacífico.

A aeronave, pilotada pelos exploradores suíços Bertrand Piccard e Andre Borschberg, partiu para sua viagem de 35.000 quilômetros ao redor do mundo de Abu Dhabi em 9 de março.

"Você pode imaginar que um avião movido a energia solar, sem combustível, pode agora voar mais do que um avião a jato?" disse Piccard. "Esta é uma mensagem clara de que as tecnologias limpas podem alcançar metas impossíveis."

O avião, que estava sendo pilotado por Borschberg quando bateu o recorde, pesa tanto quanto um carro sedan familiar e tem 17.000 células solares em toda a sua envergadura.

O recorde anterior foi definido em 2006 pelo aventureiro norte-americano Steve Fossett, que pilotou o Global Flyer Virgin Atlantic num voo sem paradas de 76 horas.

(Reportagem de Suzanne Roig)