Microsoft cortará 7.800 empregos e reduzirá valor de divisão de celulares

quarta-feira, 8 de julho de 2015 17:19 BRT
 

(Reuters) - A Microsoft anunciou nesta quarta-feira o corte de 7.800 empregos, ou quase 7 por cento de sua força de trabalho, e que fará uma baixa contábil de cerca de 7,6 bilhões de dólares relacionada à divisão de celulares Nokia comprada pela empresa.

A maior parte dos cortes vai ocorrer na divisão de celulares, o que sinaliza a mudança do foco da companhia de hardware para software e computação em nuvem. A Microsoft tinha mais de 118 mil funcionários até 31 de março.

Cerca de um terço das demissões vai ocorrer na Finlândia, onde a Microsoft vai fechar uma unidade de desenvolvimento de produtos, segundo a emissora finlandesa YLE.

Esta é a segunda rodada de demissões na Microsoft desde que Satya Nadella assumiu como presidente-executivo em fevereiro de 2014. Em julho do ano passado, a Microsoft tinha afirmado que cortaria até 18 mil empregos.

O mercado já esperava que a Microsoft reduzisse parte ou todo o valor de 7,2 bilhões de dólares que pagou pela divisão de celulares da Nokia em 2014, um negócio que deixou a companhia com uma operação deficitária e com apenas 3 por cento de participação no mercado de celulares inteligentes.

No mês passado, a Microsoft anunciou que Stephen Elop, ex-presidente da Nokia, vai deixar a empresa.

As ações da Microsoft acumulam valorização de cerca de 22 por cento desde que Nadella assumiu o comando da companhia em fevereiro do ano passado.

(Por Devika Krishna Kumar)