Projeto de lei dos EUA quer que redes sociais notifiquem "atividade terrorista"

quarta-feira, 8 de julho de 2015 19:59 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Redes sociais como Twitter, Facebook e YouTube terão que notificar autoridades sobre "atividade terrorista", de acordo com projeto de lei aprovado no Comitê de Inteligência do Senado dos Estados Unidos.

De acordo com o texto, a comunicação que será enquadrada na lei envolve textos relacionados a "explosivos, dispositivos de destruição e armas de destruição em massa".

Para se tornar lei, o projeto deve ser aprovado no Senado e também na Câmara dos Deputados, mas ainda não há previsão de data para votação.

A legislação para mídia social é parte de um projeto mais amplo de regras de autorização para atividades de inteligência e não exige que as empresas do setor monitorem usuários específicos ou conteúdo publicado por indivíduos, nem penalizará as empresas que não obedecerem à regra.