China prende 4 por venda de segredos militares para agências estrangeiras

quarta-feira, 15 de julho de 2015 08:25 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A China prendeu quarto civis de uma companhia de defesa por venderem segredos militares para agências de inteligência estrangeiras, relatou a mídia estatal nesta quarta-feira, a mais recente de uma série de prisões relacionadas a espionagem.

Os trabalhadores da área de defesa são suspeitos de divulgarem segredos sobre testes, produção e uso de novas armas de alta tecnologia, informou a rádio China Internacional em uma reportagem online, citando a agência de segurança estatal da província de Sichuan.

Os presos também procuraram técnicos de defesa para apresentarem "espiões estrangeiros", de acordo com a reportagem.

Os quatro não se conheciam, apesar de trabalharem na mesma companhia, segundo a reportagem. Não foi especificada para qual agência de espionagem estrangeira os quatro deram informações, mas foi relatado que agentes se aproximaram dos quatro via redes sociais.

Em novembro, um homem foi preso na cidade costeira de Qingdao por tirar fotos de uma base de porta-aviões e vendê-las para um estrangeiro.

A lei de segredos de Estado da China é notoriamente ampla, cobrindo tudo de dados industriais à datas exatas de nascimento de líderes de Estado.

(Reportagem de Megha Rajagopalan)