Cidade do México lança primeira regulação do Uber na América Latina

quarta-feira, 15 de julho de 2015 21:40 BRT
 

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O governo da Cidade do México publicou nesta quarta-feira novas regras para serviços de transporte privado como o Uber, que incluem um imposto de 1,5 por cento do custo de cada viagem e um valor mínimo no preço dos veículos, na primeira regulação do setor na América Latina.

A autoridade local disse que os automóveis usados pelo Uber e serviços semelhantes devem ter um valor mínimo de 12.650 dólares, abaixo dos cerca de 15.800 dólares estabelecidos por um projeto de regulação ao qual a Reuters obteve acesso na semana passada, mas superior ao valor que a companhia esperava.

Cada veículo também precisará de uma permissão anual de cerca de 100 dólares, disse uma autoridade do governo.

Contudo, as regras não impõem um limite ao número de veículos que o Uber poderia usar na cidade, medida que as autoridades haviam ameaçado adotar em suas propostas preliminares.

Em comunicado, o Uber recebeu bem a regulação.

Mas o valor dos veículos poderá significar um duro golpe à empresa sediada em San Francisco, que disse na semana passada que o custo mínimo para começar a operar seu serviço mais popular era de cerca de 9.500 dólares, incluindo o valor do carro.

(Reportagem de Max de Haldevang)

 
Taxistas fazem protesto contra o Uber na Cidade do México, em maio. 25/05/2015 REUTERS/Adan Gutierrez